Google assume empresa canadense que fabrica óculos de realidade aumentada

O Google adquiriu a North. Essa empresa lançou seus óculos Focals, uma espécie de Google Glass, no início do ano passado. A empresa estava trabalhando em uma segunda versão, mas não será mais lançada. A North continuará trabalhando no hardware do Google.

O Google está assumindo o controle da North por causa da experiência técnica da empresa, segundo o gigante das buscas. Os funcionários estarão sob o comando de Rick Osterloh, chefe do departamento de hardware do Google. A antiga equipe do North permanecerá no Canadá, onde a empresa está sediada.

A North disse em seu site que os óculos Focals 1.0 lançados no início de 2019 serão suportados até o final deste ano. Os clientes podem entrar em contato conosco para solicitar um reembolso. Os óculos Focals 2.0 nos quais a empresa estava trabalhando não serão lançados. Não se sabe se a North continuará a desenvolver esses óculos no Google.

O Google diz que quer usar a experiência da North no desenvolvimento de hardware para computação ambiental. Esse é o nome que o Google atribui a dispositivos que estão "ao seu redor e simplesmente trabalhando juntos". A tecnologia está em segundo plano.

Os óculos de passo aumentado 1.0 da North Focals parecem com óculos comuns e apresentam um pequeno laser que projeta imagem nos olhos do usuário. Os óculos se conectam a um smartphone via Bluetooth para, por exemplo, passam notificações ou fornecem instruções de rota. A The Verge publicou uma revisão dos óculos Focals, que foram colocados à venda por US$ 600.

O valor de aquisição não foi divulgado. Na semana passada, o Globe and Mail já escreveu sobre a iminente aquisição. Segundo o jornal canadense, o Google pagou US$ 180 milhões pela North, convertidos cerca de 160 milhões de euros. Esse valor não foi confirmado pela gigante de buscas.

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados